06

Julho
/ 2021


Oryzasil é tema de matéria na Revista Borracha Natural

A Oryzasil foi tema da máteria "Sílica de casca de arroz é usada em artefatos de borracha e pneus verdes", escrita por Camila Gusmão e veiculada na Revista Borracha Natural, da Editora Lateks;

Com enfoque na sustentabilidade, o release pontua a necessidade cada vez mais crescente e premente das empresas reduzirem sua pegada de carbono, desenvolvendo produtos ambientalmente responsáveis e trabalhando apenas com fornecedores que sigam as mesmas premissas.

"O aumento da população mundial torna a preservação dos recursos naturais do planeta uma questão de sobrevivência. Companhias voltadas à sustentabilidade estão inovando e criando produtos para atender à demanda do novo consumidor, consciente das questões ambientais e a Oryzasil Sílicas Naturais é uma destas empresas", pontua Gusmão na matéria.
 
Com uma produção altamente sustentável, a Oryzasil é uma indústria química moderna, ambientalmente sustentável e impulsionadora da economia circular, produzindo energia e sílica precipitada de alta qualidade a partir da casca do arroz.
 
Tal qual pontua a revista, a empresa, com sua sede fabril localizada em Itaqui, a 700km de Porto Alegre, ao trabalhar a partir do resídio da produção alimentícia, tem a responsabilidade ambiental no seu DNA. Não competindo com a cadeia de alimentação, a Oryzasil dá destino a uma biomassa que tinha o seu descarte como um grande desafio para a região, uma vez que, a céu aberto, se decompunha gerando gases de efeito estufa, como metano e dióxido de carbono.
 
“No sul do país, há décadas os atores da cadeia do arroz sofrem para administrar o resíduo, a casca do arroz, cujas aplicações eram bastante primárias e limitadas até a implementação da unidade industrial da Oryzasil, que tem potencial de consumo da casca em larga escala, reduzindo e minimizando o impacto ambiental. As sílicas precipitadas de alto desempenho estão alinhadas à necessidade da indústria de pneus, para produzir localmente os ‘pneus verdes’, que consomem menos combustível. Além disso, os pneus com sílica na banda de rodagem são mais seguros, pois têm melhor aderência em pisos molhados”, conforme pontuou em entrevista para a matéria o Diretor Comercial da Oryzasil, Paulo Garbelotto.
 
Além da produção a partir de recursos renováveis, a Borracha Natural também destacou o fato de a Oryzasil produzir sua própria energia advinda da queima da casca do grão. O aproveitamento total, livre de efluentes, segue com o uso do sílicio gerado no processo, base para a fabricação da sílica de altíssima qualidade, nos mesmos padrões globais dos líderes de mercado, mas com a vantagem de não extrair o elemento da areia, um recurso mineral finito, como a indústria química clássica.
 
Como subproduto da produção de sílica, a Oryzasil ainda oferece ao mercado  o carbono, aplicado como alternativa ao carvão ativado; e o sulfato de sódio, transformado em produto para o mercado de detergentes.
 
Parte do Grupo alemão MPC, baseado em Hamburgo, a empresa alinha-se com a tônica do conglomerado de investimentos globais em projetos para geração de energia renovável, como eólica e fotovoltaica, "contribuindo para a matriz de geração de energia de baixo impacto ambiental", como pontua Garbelotto.
 
A ênfase da mídia especializada e do mundo como um todo em temas como sustentabilidade e responsabilidade ambiental é muito bem vista e fomentada pela Oryzasil, a qual seguirá firme em seu propósito de produzuir protegendo o futuro do planeta, para que as próximas gerações vivam em um mundo melhor.
 
 
Fonte: Borracha Natural - Lateks e Assessoria Oryzasil 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

24

Abril
/ 2019

"Projetos como esse são exemplos do que queremos para o nosso estado", diz governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ao receber o convite para a inauguração da Oryzasil Sílicas Naturais.


31

Julho
/ 2019

ABTB e Oryzasil reúnem formadores de opinião e profissionais da indústria da borracha!

ABTB e Oryzasil reúnem formadores de opinião e profissionais da indústria da borracha!





© Copyright 2019.
Todos os direitos reservados.